Salário Família 2019: Quem tem direito? Valor? Como se cadastrar?

O salário-família é um benefício concedido pelo governo a trabalhadores para cada um de seus dependentes, sendo assim, quanto mais filhos a pessoa tiver, maior seu benefício.

Para saber se você tem direito a esse auxílio do governo, além de informações sobre cadastro, documentação, valores e muito mais, é só seguir na leitura!

Quem tem direito ao salário família?

O trabalhador tem direito ao salário-família para seus filhos ou enteados com menos de 14 anos, ou que sejam inválidos, sem um limite de idade estabelecido.

Também deve se adequar ao limite máximo de renda que o governo impõe, como vamos explicar melhor no próximo tópico. Sendo assim, é um cadastro que exige comprovação de renda.

Além dessas condições, também têm direito a receber o salário família os trabalhadores rurais que se aposentaram aos 60 (homem) ou 55 anos (mulher), aposentados por motivos de doença ou invalidez e demais aposentados a partir dos 65 (homem) ou 60 anos (mulher).

Qual o valor do salário família?

Quanto uma família vai receber depende diretamente do valor de sua renda mensal, portanto o salário família é diretamente ligado à tabela de INSS atual de pagamentos. São os valores:

– Trabalhador que recebe até R$907,77 reais: Direito a receber R$46,54 reais a cada filho;

– Trabalhador que recebe de R$907,78 a R$1.364,43 reais: Direito a receber R$32,80 reais a cada filho;

– Quem recebe de R$1.364,44 reais para cima não tem direito a receber o benefício.

Este dinheiro é pago ao trabalhador mensalmente através junto ao seu salário; a empresa toma conta do processo. Já quem é aposentado, recebe seu salário família junto à sua aposentadoria mensal pelo INSS.

Outro ponto é: se existe uma família em que o pai e a mãe têm direito ao benefício, ambos podem receber a quantia para cada filho sim; no entanto, se ocorrer divórcio, o benefício apenas será mantido para aquele que ficar com a guarda dos filhos.

Como se cadastrar para receber o salário família?

Se você conferiu os quesitos e viu que tem direito ao benefício, basta comunicar ao seu empregador o interesse em recebê-lo; é dever deles lhe orientar e guiar sobre o processo. Para trabalhadores independentes, o indicado é procurar o sindicato da sua categoria e se informar sobre como pode fazer para se cadastrar.

Quanto ao cadastro de aposentados por invalidez ou que estejam recebendo auxílio doença no momento, devem comunicar o interesse no salário família diretamente numa das agências do INSS. Informe-se sobre toda a documentação necessária para o seu caso.

Qual a documentação necessária para fazer o cadastro?

Alguns documentos devem ser obrigatoriamente apresentados no momento da admissão do salário-família, como também em outros momentos para manter o pagamento. São eles:

– Momento da admissão: Carteira Profissional ou Carteira de Trabalho e Previdência Social; Certidão de nascimento de um ou mais filhos; se houver filho inválido, comprovante de invalidez da perícia médica;

– Avaliação anual: Caderneta de vacinação ou equivalente, para dependentes de até 6 anos de idade;

– Avaliação semestral: Comprovante de frequência escolar, para dependentes a partir de 7 anos de idade.